top of page

Marketing Jurídico: Planejamento estratégico para 2022

Estamos na primeira semana de dezembro, então os planos para o ano que vem já estão a todo vapor! É hora de sentar-se e começar a organizar as estratégias de marketing jurídico que você utilizará em 2022 para que sua advocacia cresça.


Para isso, é essencial fazer alinhamentos em relação a tudo em sua carreira, afinal, estabelecer metas é simples, mas muitas vezes o caminho para alcançá-las não é traçado, e isso depende da análise geral de seu negócio, pois só essa clareza em relação a cada etapa e serviço prestado pode trazer fluidez para atingir os objetivos sem negligenciar nenhum setor.


SUMÁRIO


COMO FAZER MEU ALINHAMENTO?


Há três pontos imprescindíveis para serem alinhados a fim de que se alcance os resultados almejados, são eles: Conhecer o cliente e a área de atuação; Objetivo; Estratégia.


Conhecer o cliente e a área de atuação: Para tal conhecimento, algumas perguntas podem ser feitas:


- Qual a sua área de atuação?


Caso você seja advogado generalista, escolha qual é a área que te dá mais prazer em atuar, ou ao menos aquela que você sente que te dá melhor retorno financeiro.


- Quais problemas você resolve ou evita?


Dentro do seu nicho, quais são as demandas que você recebe? Sua atuação é focada no preventivo ou no contencioso?


- Quem são as pessoas que precisam de você?


Levando em consideração as demandas recebidas, quem são seus potenciais clientes? Quais as necessidades deles?


- Qual costuma ser a renda dos seus clientes?

Obviamente que isso pode ser muito variável entre as pessoas que te contratam, mas tente reconhecer um certo padrão para identificar o perfil econômico das pessoas que te contratam.


- Qual o nível de conhecimento delas sobre o assunto?


Quando o seu cliente te procura, o quão esclarecido ele já está sobre as alternativas dele? Normalmente você precisa explicar de quais formas ele pode proceder ou ele já chega com essa informação, pedindo apenas auxílio na execução?


- Qual o nível de escolaridade dos seus clientes?


A maioria das pessoas que te procuram concluíram até qual grau escolar? Essa informação vai te ajudar muito a criar uma comunicação adequada com a sua cartela de clientes.


- Qual a forma de consumo de informação que essas pessoas utilizam?


Qual o canal de comunicação mais utilizado pelos seus clientes? Se eles se informam pelas redes sociais, qual é a mais utilizada? Eles leem jornais frequentemente? Assistem TV? Seus clientes leem blogs sobre o assunto em que estão interessados?


- Qual o perfil profissional delas? CLT, autônomo, empresário formal?


As pessoas que vão até o seu escritório trabalham em qual modalidade? Isso, inclusive, pode ser um grande definidor das demais perguntas, portanto, é um traço essencial que você deve observar entre os clientes que atende.


DEFININDO SEUS OBJETIVOS: PRIMEIROS PASSOS


Sem rodeios: de forma realista. Sonhar é muito bom e é necessário, mas na hora de criar metas, a forma mais saudável é ter senso de realidade e da sua situação atual. Claro, você pode estabelecer um objetivo ousado, mas tome cuidado para que isso não te desgaste a ponto de que, quando alcançá-lo, o processo não terá valido a pena.


Além disso, criar uma expectativa inviável aumenta as chances de fracassar, e após essa sensação, é comum que o advogado crie e espalhe a ideia de que advocacia não dá dinheiro e que esta não é uma boa profissão.


Também é possível criar etapas com objetivos menores que te levarão até a sua maior realização. Isso pode servir até mesmo como motivação, pois ficamos mais empolgados quando vemos o que alcançamos, mesmo que aos poucos, e que isso pode nos levar além.


No entanto, essa consistência requer muita inteligibilidade. Não desvie o seu foco: faça o que se propôs a fazer. Se muitos desvios forem cometidos, o seu caminho nunca será sólido e seguro.


Portanto, tenha de forma muito concisa quanto você pretende ganhar em determinado período, em qual área você deseja atuar, qual cliente almeja atender e não tenha medo de dizer não àquilo que te atrapalha em seu planejamento. Mas também, não deixe de se dedicar para cumprir suas metas, certo? Obviamente que tal ascensão também depende de muito esforço e estudo de sua parte.


CRIANDO SUA ESTRATÉGIA


A estratégia é justamente o que vai ligar seu cliente e seu trabalho ao seu objetivo. Conhecendo tudo o que já foi falado anteriormente, agora é necessário pensar em visibilidade.


O público precisa te conhecer, lembrar de você e te contratar.

Hoje a maioria das relações surgem por um primeiro contato digital, e há várias plataformas para se fazer parte, como o YouTube, o LinkedIn, o Facebook e o Instagram. Mas não se limite a isso, ainda há como aparecer de maneira off-line também.


Quando se fala em produzir para plataformas digitais, é importante pensar que o comportamento não pode ser o mesmo em todas elas, pois cada uma fornece possibilidades diferentes.


O público de cada uma deve ser analisado, assim como a frequência de conteúdo, o que você precisa para produzi-lo e se vale a pena impulsionar. Porém, lembre-se que cada plataforma oferece recursos particulares e eles podem te ajudar muito, como é o caso dos grupos específicos no Facebook, até porque, interação vai te gerar conexão com pessoas, mas essa interação requer tempo dedicado a ela.


Vale lembrar que a forma como você se comporta nas redes é o que pode levar o público alcançado à sua contratação ou não. Ninguém precisa ser completamente sisudo 100% do tempo, gerar um conteúdo mais leve ou até mesmo humorístico é completamente permitido, mas tenha cuidado para que essa não se torne uma caricatura pela qual as pessoas lembrarão de você. Portanto, mostre seriedade e responsabilidade também.


Já no off-line, faça parte de eventos, reuniões e associações. Comunique-se com quem está ao seu redor, crie networking. Até mesmo em reuniões com amigos, afirme quem você é, lembre-se de se apresentar e falar sobre o que você faz, afinal, pode ser que eles também precisem de você ou até mesmo te indiquem.


Mas, acima de tudo, tenha em mente que não é a estratégia de marketing que salvará seu negócio. A gestão precisa ser bem-feita.

O que você achou dessas dicas? Me conta nos comentários.


Gestão e Carreira na Advocacia: Aulas Gratuitas


Até aqui você percebeu que realizar a gestão de um escritório de advocacia demanda tempo e organização e muita visão estratégica, certo? Se faz parte dos seus objetivos ampliar ainda mais seu conhecimento sobre Gestão de Escritório e Carreira na Advocacia, eu tenho um convite especial para você!


Toda quinta-feira, às 17h, no YouTube, eu ministro aulas gratuitas com o objetivo de potencializar seus resultados na advocacia. As aulas ficam disponíveis por pouco tempo, então, se inscreva no meu canal para ser avisado sobre as aulas e demais conteúdos:





396 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page